Menu
Angola: FMI projecta inflação de cerca de 14% até final de 2015

Angola: FMI projecta inflação de ce…

O mais recente relatório ...

Fitch baixa nota financeira de Angola para ‘B+‘

Fitch baixa nota financeira de Ango…

A Fitch - agência de nota...

Angola: Derrame de petróleo afecta meio ambiente e praias de Cabinda

Angola: Derrame de petróleo afecta …

A multinacional Chevron -...

Em Luanda vivem 122 milionários angolanos - diz estudo

Em Luanda vivem 122 milionários ang…

Em Luanda, a capital de A...

Aaron Hernandez condenado a prisão perpétua

Aaron Hernandez condenado a prisão …

O ex-jogador da equipa de...

Arranca julgamento de Aaron Hernández suspeito de matar dois cabo-verdianos

Arranca julgamento de Aaron Hernánd…

Teve início nesta quinta-...

Two Cape Verdeans Flying the Skies of America

Two Cape Verdeans Flying the Skies …

The Capeverdeans Mauricio...

Dois Cabo-verdianos pilotos da JetBlue

Dois Cabo-verdianos pilotos da JetB…

Os cabo-verdianos Mauríci...

Cabo Verde se absteve na votação para admissão da Palestina na Unesco

Cabo Verde se absteve na votação pa…

Dos membros da comunidade...

Barney Frank: Um grande defensor de Cabo Verde no Congresso americano anuncia retirada

Barney Frank: Um grande defensor de…

Com a decisão do represen...

Prev Next

Cabo Verde quer estar na vanguarda da tecnologia 5G em África

Cabo Verde quer estar na vanguarda da tecnologia 5G em África

O governo de Cabo Verde está na corrida para colocar o país entre os primeiros de África a implementar a tecnologia de quinta geração (5G).

Para alcançar esse objetivo, o executivo cabo-verdiano conta com o apoio da China e, em particular, da multinacional Huawei.
Recentemente, foi realizado na capital do arquipélago um workshop sobre o tema “Promovendo a 5ª Geração de Comunicações Móveis em Cabo Verde” organizado pela Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME), em parceria com a Huawei.
Falando no encontro, o vice-primeiro ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, sublinhou que “essa é a mudança que o país precisa. Velocidade, proximidade no serviço, eficiência e transparência na gestão que a tecnologia vai permitir”.
De notar que a Huawei é um alvos das sanções dos Estados Unidos por considerar que é uma das empresas que ameaçam à segurança da América. O governo de Donald Trump diz que essa tecnologia é utilizada pela China para operações de espionagem.
Em Maio último, Washington enviou uma comitiva a Lisboa para discutir segurança de redes móveis com o governo lusitano que também tem parcerias com a Huawei. A comitiva norte-americana foi liderada pelo presidente da Comissão Federal das Comunicações dos EUA (FCC), Ajit Pai, e pelo embaixador norte-americano em Portugal, George E. Glass. A missão avisou às autoridades portuguesas que a participação chinesa na implementação do 5G poderá afectar a relação dos EUA com Portugal no quadro da troca de informações entre países membros da NATO.
(Com Inforpress e Telecompaper)

Last modified onMonday, 19 August 2019 22:10
back to top