Sara Pires é a nova presidente do Conselho de Administração dos TACV

Sara Pires é a nova presidente do Conselho de Administração dos TACV

A ex-presidente da Rádio Televisão de Cabo Verde (RTC), Sara Pires, é a nova presidente do Conselho de Administração dos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) ), eleita nesta sexta-feira, 12, na Cidade da Praia, em assembleia-geral extraordinária.

A informação foi avançada à imprensa pelo accionista Victor Fidalgo, adiantando que o Conselho de Administração vai ter como administradores executivos João Alberto Pereira e Carlos Salgueiral, a que se juntam José Aldino Ribeiro e Neusa Évora como não executivos.
Victor Fidalgo adiantou que houve “consenso total” para a votação do novo conselho de administração e outros órgãos da empresa, uma vez que a proposta foi objecto de várias negociações entre os Estado e alguns accionistas privados.
“Ainda hoje tivemos que fazer uma pausa para acertar os últimos pontos, mas por fim, acabamos por chegar a um consenso e subscrevemos à proposta apresentada. Portanto, podemos dizer que os órgãos foram eleitos por unanimidade”, informou.
De acordo com Victor Fidalgo, a eleição do conselho de administração significa “refundar” a empresa, uma vez que em 2016 havia uma grande expectativa em relação aos TACV, “que não se materializou”.
“Chagamos ao ponto em que o Governo teve que retomar as acções que tinham vendido à Loftleidir Cabo Verde e esperamos que num prazo de até 120 dias o novo conselho de administração apresente o seu plano para refundação do TACV”, precisou Victor Fidalgo, esperando que a empresa seja um “player” importante na conectividade de Cabo Verde com o mundo.
“Queremos que os TACV possam também entrar no mercado do turismo e ocupar um nicho que inclui o mercado étnico e turístico, o que compete agora ao conselho de administração”, projectou o accionista, apontando como meta tornar os TACV numa empresa “rentável”.
O Estado cabo-verdiano assumiu em 06 de Julho a posição de 51% na TACV detida desde 2019 por investidores islandeses, alegando vários incumprimentos na gestão e dissolvendo de imediato os corpos sociais.
Em 13 de Julho, a companhia – que não realiza voos comerciais devido à pandemia de covid-19 desde Março de 2020 – anunciou o cancelamento de “todos os voos” do plano de retoma da actividade, que previa progressivamente voos do arquipélago para Lisboa, Paris e Boston.
Em Março de 2019, o Estado de Cabo Verde vendeu 51% da então empresa pública TACV por 1,3 milhões de euros à Lofleidir Cabo Verde, empresa detida em 70% pela Loftleidir Icelandic EHF (grupo Icelandair, que ficou com 36% da CVA) e em 30% por empresários islandeses com experiência no sector da aviação (que assumiram os restantes 15% da quota de 51% privatizada).
Fonte: Inforpress

Mind-Blowing Holiday Travel Sale. Book now and get up to  off* with coupon code: SFHOL15
Fare Buzz
SmartFares' Exclusive Cheap Flight Sale