Booking.com

Novo gasoduto vai ligar Moçambique à África do Sul

Novo gasoduto vai ligar Moçambique à África do Sul

A empresa petroquímica Sasol e os governos de Moçambique e da África do Sul vão investir cerca de USD 210 milhões para construir um novo gasoduto, em 2017, com vista a fornecer gás moçambicano ao vizinho sul-africano.

O projecto é coordenado pela Rompco - Republic of Mozambique Pipeline Investment Company -, uma joint venture que associa a Sasol que detêm 50% das acções, à Companhia Moçambicana de Gasoduto e a sul-africana Gas Development Company (SOC) Limited (iGas), que dividem em partes iguais a outra metade do capital.
O novo gasoduto, com uma extensão de 127 quilómetros, vai permitir que a África do Sul passe a receber 212 milhões de gigajoules, contra os actuais 188 milhões de gigajoules, com o envio de gás natural que o grupo sul-africano extrai nos campos de Pande e Temane, na província de Inhambane, de acordo com o Centro de Informação de Negócios (CIN).
Sabe-se que a África do Sul está enfrentando um deficit no fornecimento de electricidade, que já resultou em frequentes cortes de energia afectando empresas e investidores.